MENU
Fotos • Impress • Marcel Favery-20-editada

08/05/2018 Comments (0) Notícias

Entrevista: João Martinez, managing director da Impress Decor Brasil, fala sobre economia, mercado moveleiro e perspectivas do setor

Como foi 2017, quais são as perspectivas de 2018 e o que esperar da Impress Decor Brasil. Sobre estes temas, que envolvem diretamente a economia brasileira e o mercado moveleiro, João Martinez, managing director, traz sua avaliação na conversa abaixo. Confira esta entrevista exclusiva.  

Martinez, 2017 foi um ano marcado por muitos desdobramentos políticos que se seguem neste ano. Entretanto, a economia como um todo mostrou sinais de retomada. Temos a bolsa de valores, por exemplo, na máxima histórica, menor taxa SELIC de todos os tempos e PIB com perspectiva positiva. Como você avalia o mercado, de forma geral, do ano passado para até este momento?

Realmente o ano foi bem conturbado, seguindo o que já havíamos vivenciado durante os anos anteriores de 2015 e 2016. Nosso seguimento, apesar dos pontos financeiros positivos indicados acima, continuou sofrendo com quedas de volumes. No setor moveleiro, o primeiro semestre foi bem difícil, entretanto, no segundo semestre houve uma boa recuperação o que significou um crescimento de volumes de aproximadamente 5%, após 3 anos de quedas muito fortes.

Quanto aos fabricantes de painéis, ainda sofreram bastante. Porém, aqui já se observa um pequeno crescimento de 3% nos volumes de 2017. A construção civil ainda enfrenta sérios problemas.

Entretanto, mesmo com todas essas circunstâncias negativas, a Impress pode observar um bom ano, com um pequeno crescimento em nossos volumes, algo que não estávamos vivenciando desde 2015. No geral alcançamos um crescimento de 5% se comparado à volumes de 2016.  Tanto na unidades print, papeis decorativos, assim como na unidade de impregnação. Isto nos diferenciou de alguns outros participantes desse segmento de mercado, onde ainda vivenciou-se uma estagnação ou uma pequena queda de volumes.

João Martinez, Managing Director da Impress Decor Brasil

João Martinez, Managing Director da Impress Decor Brasil

Em ano de eleição, o que se pode esperar de 2018?

Tudo é possível em ano de eleições. Porém, eu acredito que a retomada de mercado virá de qualquer forma. Já estamos sentindo isso. O setor moveleiro já indica pequenos crescimentos em diferentes regiões e o setor de painéis segue mesma tendência desde Janeiro, razão pela qual acredito numa evolução positiva para 2018. Mesmo sendo ano de eleições acho difícil que fique ainda pior. Ainda há que se comentar que a exportação está contribuindo muito em nosso segmento para o crescimento de volumes, seja dos fabricantes de móveis, seja dos fabricantes de painéis.

Em nosso caso, para exemplificar, começamos o ano muito bem se comparado ao mesmo período de 2017. No print ( PD ) os quatro primeiros meses deste ano representaram um crescimento em volume da casa dos 17%. Já nos papéis impregnados, outra unidade de negócios dentro de nossa empresa, o crescimento do quadrimestre atual comparado ao ano de 2017 é de 14%. Ambos produtos estão acima do esperado e bem acima de nosso orçamento anual.

O Governo vem trabalhando e mudando algumas regras para o financiamento de imóveis. Isto é um ponto bastante positivo e pode ajudar muito tanto no setor moveleiro, como na alavancagem do setor de construção civil.

Ano de Copa, ano de eleições. 2018, um ano desafiador.

Trazendo para o setor moveleiro, como este setor reagiu em 2017? Na Impress Decor Brasil, qual foi o resultado alcançado? Crescimento?

O setor moveleiro ainda enfrentou fortes dificuldades durante 2017. Entretanto, no segundo semestre de 2017, observou-se uma melhora nas vendas. A exportação, como mencionei antes, tem ajudado muito nesse sentido. Já o ano de 2018 começa bem melhor e as indicações são muito boas. Exportações acima do esperado. As empresas de móveis estão muito otimistas.

A Impress tem algum planejamento estratégico para se tornar antifrágil ou minimizar ao máximo o impacto de possíveis respostas negativas da economia como um todo?

Estamos sempre tentando nos preparar para momentos difíceis. Nossos principais mercados (Brasil, Argentina e Chile) são mercados muito voláteis e de reações muito rápidas. A Impress, por estar presente nesses mercados desde os anos 90, com produção local desde o ano de 2000, já se acostumou com essa volatilidade e sempre montamos planos estratégicos que contemplam diferentes cenários.

Para 2018 não foi diferente. O trabalho de preparação já começou em 2017 lançando novas coleções de desenhos/cores que se encaixam perfeitamente nas novas tendências mundiais. Estamos constantemente promovendo eventos que trazem aos nossos clientes diretos e indiretos uma gama muito importante de informações, fazendo com que nossos produtos sejam valorizados pelo mercado. Um bom produto, serviço ideal e de primeira categoria, e custo justo, são as principais armas/estratégias que usamos para manter a Impress como um dos principais participantes destes nossos mercados.

O ano de 2018 será enfrentando assim como foram enfrentados anos anteriores. Com muita garra.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *